Irmãos que estavam desaparecidos há mais de uma semana são encontrados em Marechal Deodoro

Duas crianças que desapareceram de Maceió na última quarta-feira (08) foram encontradas em Marechal Deodoro nesta quinta-feira (16).

Segundo o Conselho Tutelar do município, as crianças de nove e 12 anos disseram que moravam com uma tia e que fugiram da Praia da Avenida, em Maceió por serem obrigadas pela suposta tia a pedir esmolas na rua.

O Conselho Tutelar da Capital entrou em contato com a mulher identificada como tia das crianças, Adriana Morais Farias e descobriu, por meio das certidões de nascimento, que na verdade ela é mãe das crianças. Adriana disse que por não ter geladeira em casa, pediu aos filhos que fossem comprar gelo em uma fábrica na Vila Brejal, onde moram, mas eles não retornaram.

O conselheiro tutelar Luiz Carlos informou que há controversa na história relatada pelas crianças. “A história fica controversa, porque as crianças alegam que estavam com uma tia em Maceió, que os obrigou a pedir dinheiro, e que moravam com uma tia em Arapiraca. Mas a tia de Maceió está na certidão de nascimento deles como mãe, e a de Arapiraca não foi encontrada”, explicou. “Outra coisa que não bate é que as crianças afirmam que moram em Arapiraca, mas estão matriculadas em um colégio aqui em Maceió”, disse ele.

Na sexta-feira (17) o conselheiro vai à Arapiraca buscar e ouvir as crianças. Depois, o caso será encaminhado à delegacia de crimes contra a criança e o adolescente, onde será investigado.