Servidores do Detran AL decretam greve de 48 horas

O Sindicato dos Servidores do Detran/AL informou nesta quinta-feira (23), durante assembleia geral que reuniu 180 trabalhadores na sede do órgão, que entrou em greve.

De acordo com o presidente do sindicato, Roberto Martins, haverá uma paralisação de 48h a partir do dia 30. Caso não haja proposta ou contra-proposta do Governo, a greve será por tempo indeterminado. Ele disse que existem três solicitações: a primeira é a realização de um concurso público para suprir uma carência de 140 servidores. Esse número mudará já que em março do próximo ano, 70 trabalhadores pedirão a aposentadoria.

“Em 2001 teve a realização do primeiro e último concurso do Detran/AL, o qual supria a demanda. No entanto, 16 anos depois, a frota de veículos duplicou e o número de CNHs emitidas cresceu três vezes em Alagoas. Por isso há uma sobrecarga enorme. Hoje em dia, demora até três meses para que o usuário faça um exame de análise da junta médica. As pessoas estão indo para estados vizinhos tirar a CNH porque não conseguem, aqui, em tempo hábil. Estamos demorando até oito dias para a emissão de documentos de veículo, prazo que, em Sergipe, por exemplo, sai em 20 minutos”, explicou Martins.

O outro ponto se refere ao plano de cargos e carreiras que está em negociação há dois anos e meio, segundo os sindicalistas. E a terceira solicitação é sobre à autonomia administrativa. A assessoria de comunicação do Detran/AL informou por meio de nota que as reivindicações estão relacionadas à política salarial, que é competência da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag).

A Seplag disse que o Estado é ciente da situação e que há uma mesa de negociação permanente entre os sindicalistas e o Governo. “No entanto, toda e qualquer decisão tomada sobre questões salariais requer estudos e, principalmente, cuidados relativos ao impacto financeiro para as contas do Estado”, disse o assessor do órgão, Igor Pereira.

Igor também informou que não há previsão para realização de concurso este ano, mas que está sendo discutida, internamente, a possibilidade para a abertura de um edital.

Confira a nota do Detran/AL  abaixo:

Em resposta as notícias veiculadas sobre o indicativo de greve de advertência de 48 horas dos servidores nos dias 30 de novembro e 01 de dezembro deste ano. A presidência do Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL), esclarece que as reivindicações que deliberaram a paralisação, estão relacionadas a política salarial o que é de competência da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag).

O Governo de Alagoas junto com a direção do Detran/AL estarão sempre em busca de uma solução para as exigências da categoria e esse diálogo inclui, como ponto principal, a transparência por parte do governo, expondo, sem entraves, as contas do Estado para que as negociações sejam feitas a partir da realidade financeira de Alagoas.

Join the Conversation