Seris será responsável pelas Casas de Custódia em Maceió e interior de AL

O Sindpol divulgou, nesta terça-feira (28), que as delegacias regionais da Polícia Civil que forem transformadas em Casas de Custódia ficarão sob responsabilidade da Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social (Seris). O anúncio foi feito após reunião entre o titular da pasta, coronel Marcos Sérgio de Freitas, e a diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol).

A assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que o processo de mudança será feito em fases, e as primeiras regionais transformadas em Casas de Custódia serão as de Santana do Ipanema, Delmiro Gouveia, Penedo e Matriz de Camaragibe.

Ainda segundo a Polícia Civil, as obras na delegacia de Matriz ainda não começaram. Nas outras três, os trabalhos estão adiantados porém não há prazo para conclusão. Os policiais civis que trabalhavam nesses locais foram remanejados e voltaram a trabalhar na investigação de crimes.

Durante a reunião, que também tratou da retirada de presos de delegacias, o presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, disse que o efetivo da Polícia Civil está defasado e que os trabalhos de investigação de crimes está prejudicado pois os agentes precisam cuidar dos detentos. Ele também criticou a forma como a integração entre as polícias vem ocorrendo.

“O Sindpol concorda com a integração das polícias, mas não do jeito que está sendo operacionalizado. Construir um prédio e colocar as duas polícias sem considerar as especificidades de cada uma. Quem chega primeiro, sai ocupando salas. Daí se iniciam os problemas. Não vamos cometer os erros da Central Integrada de Atendimento Policial ao Cidadão (Ciapc), que acabou não servindo à população”, disse o presidente.

Nazário também denunciou que os prédios dos Centros Integrados de Segurança Pública (Cisps) apresentam problemas estruturais, como celas que não fecham, forros caindo, infiltrações e rachaduras nos pisos.

A Secretária de Segurança Pública (SSP) informou por meio de nota que cada Cisp tem espaço destinado a acomodação de todos os policiais. A secretaria reconheceu que surgiram alguns problemas estruturais no prédio e que a construtura sanou o que era de responsabilidade dela.

O titular da Seris informou que houve uma outra reunião, dessa vez com os secretários de Segurança Pública, Ressocialização e o Delegado Geral da Polícia Civil, para tratar da melhoria da situação dos presos.

Confira abaixo a nota da SSP:

Diante das declarações do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol), a Secretaria de Estado da Segurança Pública de Alagoas (SSP) esclarece que todos os Centros Integrados de Segurança Pública (CISPs) possuem alojamentos masculino e feminino com acomodação para todos os policiais que lá trabalham. Com relação às denúncias de problemas estruturais nos prédios, todos os problemas identificados até agora foram relatados e solucionados. Alguns deles foram resolvidos pela construtora responsável pelas unidades e em outros foi constatado que se tratavam de problemas oriundos do mau uso das instalações do CISP.

Join the Conversation