Salários de assessores parlamentares da Câmara de Marechal são alvos do MPE

O Ministério Público Estadual (MPE), através da Promotoria de Justiça de Marechal Deodoro, apura uma suposta irregularidade nos vencimentos dos assessores parlamentares nos meses de junho e setembro deste ano. A portaria está publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta segunda-feira (4).

Conforme consta na publicação, a promotoria da cidade – após consulta ao portal da transparência da Câmara de Vereadores de Marechal – verificou uma disparidade nas quantias referentes aos vencimentos dos funcionários que assessoram os vereadores. A portaria indica, ainda, que a diferença salarial compreende os meses de junho e setembro deste ano.

Por tais razões, o MP resolve instaurar procedimento preparatório de inquérito civil público, adotando várias medidas, dentre elas, promover a coleta de informações, documentos, certidões, perícias e demais diligências.

A portaria é assinada pelo promotor de Justiça Silvio Azevedo Sampaio.

A assessoria da Câmara Municipal de Marechal Deodoro, encaminhou uma nota à imprensa, afirmando que a a Mesa Diretora se coloca à disposição do MPE para prestar os devidos esclarecimentos. Confira:

Nota à imprensa

A Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Marechal Deodoro esclarece que, diante dos questionamentos apresentados pelo Ministério Público de Alagoas, coloca à disposição todos os documentos e atos necessários que o órgão ministerial solicitar para esclarecer as eventuais dúvidas. Ao tempo que reforça que todas as medidas administrativas adotadas pela Mesa Diretora têm amparo legal e, portanto, estão de acordo com a legislação.  *Ao buscar os esclarecimentos necessários junto ao Ministério Público, o Poder Legislativo deodorense se coloca, mais uma vez, à disposição do órgão, como sempre esteve na atual legislatura.

Join the Conversation