Líder do PCC em Alagoas é morto em confronto com a Polícia Federal

A Polícia Federal em Alagoas, cumpre mandados de prisão, de busca e apreensão na manhã desta quinta-feira, 7, contra um falso empresário que atuava em Alagoas. Batizada de “Operação Duas Caras”, os mandados foram cumpridos em Maceió e em São Miguel dos Campos.

Erik da Silva Ferraz, o falso empresário, era considerado foragido do sistema prisional de São Paulo, que, segundo as investigações da PF, ostentava uma vida de luxo em Alagoas há alguns anos.

Durante a operação, Erik Ferraz teria resistido e acabou sendo baleado, sendo levado ao Hospital Geral do Estado (HGE), no Trapiche da Barra, em Maceió, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

O suspeito assumiu identidade falsa em nome de Bruno Augusto Ferreira Júnior. Durante a operação foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão e três mandados de condução coercitiva.

A ação policial contou com a participação de 60 policiais federais e 20 militares do Bope. Os mandados foram expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

Diversos bens, como carros de luxo, embarcações e imóveis de alto padrão estão sendo objeto de sequestro e apreensão.

Os presos e o material arrecadado serão encaminhados à Superintendência da PF em Alagoas. Os investigados serão indiciados pelos crimes de organização criminosa e lavagem de dinheiro, além de falsidade ideológica.

 

 

Join the Conversation