Justiça determina que Ifal contrate intérpretes de libras

O Ministério Público Federal informou nesta segunda-feira (18), que a justiça determinou ao Instituto Federal de Alagoas (Ifal) que intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras) sejam contratados imediatamente para trabalhar nos campus de Santana do Ipanema, Maceió e Marechal Deodoro.

O Ifal deve realizar no prazo de até 90 dias o processo seletivo para a contratação de três técnicos especializados em linguagem de sinais, em caráter temporário ou efetivo, sendo um para cada campus citado na decisão. Além disso, deverá ser providenciado também todos os meios de aprendizagem que se fizerem necessários à inclusão desses alunos.

“A pessoa surda tem forma peculiar de processar e expressar suas ideias e a Língua de Sinais tem o papel essencial de intermediar o processo de compreensão, a exemplo do que ocorre com o Braille para as pessoas com deficiência visual. Razão por que é urgente que o Poder Judiciário determine o estabelecimento de um prazo máximo para essas contratações, ainda que temporárias”, disse a procuradora da república Niedja Kaspary.