PF quer concluir investigações contra políticos no STF até o fim deste ano

Após uma reunião entre o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia e a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, foi informado pelo PF, nesta quarta-feira (10), que o órgão quer concluir as investigações sobre políticos até o fim de 2018. 

Segundo ele, os inquéritos da polícia em andamento no STF não se referem somente à Operação Lava Jato. “A gente espera no menor prazo possível concluir essas investigações. Não são só inquéritos relativos à Lava Jato, são mais de 200 inquéritos hoje no STF, metade relativo à Lava Jato. Hoje já foram convocados 17 delegados para auxiliarem nessas investigações. A gente espera não só concluir os inquéritos no Supremo da Lava Jato, mas também todas as outras investigações que correm. A nossa meta é concluir todos os inquéritos hoje que estão no STF até o final deste ano”, disse o diretor da PF.

Segovia confirmou a ampliação, de 9 para 17, do número de delegados que atuam nos inquéritos, e disse que foi ampliado também o número de peritos e investigadores que atuam nos casos. Pois, ainda há muitos laudos e diligências a serem realizadas.

Quando questionado sobre uma possível influência das investigações na disputa eleitoral que ocorrerá este ano, o diretor respondeu que a apuração das denúncias é de responsabilidade da Polícia Federal. “A Polícia Federal não teme a investigação, porque esse, na realidade, é nosso atributo maior, que é fazer a investigação e entregar para a sociedade, para o Poder Judiciário, todos os fatos relacionados a essas investigações. Qualquer conclusão que seja da investigação, tem que vir no final, realmente para a Justiça e para o público. Nós trabalhamos para o povo brasileiro e a gente quer justamente a conclusão dessas investigações, para o bem ou para o mal”, concluiu.

Join the Conversation