Empresários culpam Rui Palmeira por reajuste de passagem acima da inflação

O Sindicato das Empresas de Transporte Urbanos de Passageiros de Maceió (Sinturb) detalhou durante entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira, 11, o motivo de pleitear o aumento de 15% no valor da passagem de ônibus da capital.

Segundo o representante do Sinturb, Fernando Paiva, a solicitação do reajuste de R$ 3,50 para R$ 4,02 é atribuído a diversos fatores, como o aumento do diesel, que teve reajuste de R$ 0,75 em 2017; a implantação do projeto Domingo é Meia; e perda de passageiros para o transporte ilegal na capital.

“A comissão criada pela Prefeitura de Maceió para combater o transporte irregular não está surtindo efeito. Perdemos cerca de 2 milhões de passageiros por conta disso”, explicou o representante.

Também neste início de ano está previsto o reajuste do plano de saúde dos rodoviários, e, segundo Paiva, a proposta apresentada pela empresa de saúde está acima da inflação. Ainda sobre o aumento, o representante dos empresários afirmou “que o reajuste é de 13% mais alto que a inflação.”

Join the Conversation